SHALOMALECHAN-PAZ/PROSPERIDADE

Menu


Icq Status

O FILHO DE YAH NA CRIAÇÃO

YAHWSHWAH (IARRUSHUÁ)
É um Ser Eterno Criador (ULOHYM)

Diz a mensagem de Yahonam (corrompido como João) em seus primeiros versos: "No princípio era o Verbo. E o Verbo estava com ULOHYM, e o Verbo era ULOHYM". (ULOHYM = Expressão usada para o Supremo Eterno Criador e para o seu Filho no Novo Testamento).

YAHWSHWAH (IARRUSHUÁ) é aqui apresentado de uma forma única, como o Verbo Ser, e também apresentado como ULOHYM (Ser Eterno Criador). Note que as palavras corrompidas que introduziram ídolos mitológicos nas traduções foram aqui excluídas (Deus), para trazer de volta a verdade do texto original. Então percebemos que YAHWSHWAH (IARRUSHUÁ), o Verbo Ser, não só "estava com" ULOHYM, mas que também era ULOHYM (palavra hebraica: pronome UL mais raiz do verbo Ser: OHYM). Esta é uma das mais fortes evidências acerca de YAHWSHWAH (IARRUSHUÁ) Ser Eterno, sem princípio e nem fim de dias, contudo ainda há outras que apresentaremos.

Há alguns que interpretam a existência do Mashyah YAHWSHWAH (IARRUSHUÁ) como "semi-eterna", se é que essa expressão possa fazer sentido. Os argumentos em favor dessa teoria são de que YAHWSHWAH (IARRUSHUÁ) seria o Filho Unigênito de YAHWH UL (IARRÚ UL), e que, assim sendo, ele teria início de dias, mesmo que não tenha fim de dias. Esta teoria defende um início de existência do Mashyah, onde ele seria então "semi-eterno", e não totalmente Eterno como o Criador Pai. Esta teoria é falha em um ponto bem relevante, qual seja:
"Todas as coisas foram feitas por meio dele, e sem ele, nada do que foi feito se fez". As Escrituras afirmam de forma inequívoca que nada foi criado sem que tenha sido por YAHWSHWAH (IARRUSHUÁ). Se o Criador Pai, YAHWH (IARRÚ), tivesse em algum momento "criado" YAHWSHWAH (IARRUSHUÁ), então certamente haveria algo que teria sido criado sem YAHWSHWAH (IARRUSHUÁ), e isso contraria frontalmente a Palavra que diz que "sem ele NADA do que foi feito se fez". Todas as coisas foram feitas por meio dele, e portanto ele é anterior a qualquer criação, não sendo ele um Ser criado, tendo existido no Pai Eternamente, de Eternidade a Eternidade. YAHWH UL (IARRÚ UL) não criou nada sem que fosse por intermédio de YAHWSHWAH (IARRUSHUÁ), sendo assim o Filho igualmente Eterno como o Pai (VERBO Ser). Se nada foi criado sem YAHWSHWAH (IARRUSHUÁ), então Ele não poderia ser um Ser criado, pois nesse caso teria havido algo criado sem a participação de YAHWSHWAH (IARRUSHUÁ). Sem Ele, nada do que foi feito se fez.

Compreendendo o conceito de "estar em" alguém.

Para compreendermos melhor o atributo de Eternidade do Filho, YAHWSHWAH (IARRUSHUÁ), precisamos compreender o que seja a realidade de "estarmos em" alguém. O que é isso de "estarmos em alguém"?

Comecemos por nós mesmos. Onde estávamos antes de nascermos? Ora, cada um de nós está, antes de nascer, em sua mãe e em seu pai (Semem + Óvulo = DNA paternos). Cada um de nós é fruto da união destes dois: pai e mãe. E onde estavam os nossos pais antes de nascerem? Certamente que estavam em nossos avós, ou seja, nos pais e mães de nossos pais. É fácil concluir que nós mesmos já estivemos em nossos avós, pelo simples fato de termos vindo de nossos pais e eles, dos nossos avós. Não é difícil, pois, continuarmos esta sequência até chegarmos no primeiro ser humano "adam", no qual toda a humanidade estava quando o primeiro homem foi criado. Ao criar "adam" (ser humano), YAHWH UL (IARRÚ UL) criou toda a raça humana, pois todos os seres humanos estavam em "adam" o primeiro homem, e saíram dele. A própria mulher estava nele, no homem, e foi feita a partir de uma de suas costelas.

Quando estudamos sobre o NOVO NASCIMENTO em YAHWSHWAH (IARRUSHUÁ), constatamos que nós não nascemos novamente do ventre de nossas mães, como Nakdímon (corrompido como Nicodemus) primeiramente pensou. O NOVO NASCIMENTO não é novamente segundo a raça humana, porque este tipo de nascimento nós já tivemos, e arcamos com as consequências de termos estado no primeiro homem (adam) quando este pecou. As Escrituras nos afirmam que por um único homem (o primeiro) o pecado entrou no mundo, e passou a todos os homens. Por que? Porque nós estavamos em "adam" quando este pecou, e somos, portanto, participantes de seu pecado, uma vez que estávamos nele. Toda a raça humana participa deste pecado, pelo simples fato de toda ela estar em "adam" quando este pecou. Portanto, NASCER DE NOVO da mesma raça, como inicialmente pensou Nakdímon (corrompido como Nicodemus), saindo novamente do ventre de uma mulher, só nos faria permanecer com as mesmas consequências de estarmos em "adam", sem nenhuma mudança.

Nosso NOVO NASCIMENTO em YAHWSHWAH (IARRUSHUÁ), na verdade é uma nova criação para cada um de nós, uma vez que passamos a ser novas criaturas, e portanto, nova criação. Deixamos de ser da raça "adâmica" e passamos a ser da raça YAHWSHWAH (IARRUSHUÁ), o segundo homem e último "adam", segundo as Escrituras. Quando passamos pelo NOVO NASCIMENTO, deixamos de ser da raça "adam" e passamos a ser da raça YAHWSHWAH (IARRUSHUÁ). Deixamos de estar originalmente em "adam" e passamos a estar "em YAHWSHWAH (IARRUSHUÁ)", segundo a nova criação.

As Escrituras mostram isso de forma muito maravilhosa. Primeiro elas dizem: "Aquele que está em YAHWSHWAH (IARRUSHUÁ) é nova criatura" (nova criação). Depois dizem: "Pois somos feitura dEle, criados em YAHWSHWAH (IARRUSHUÁ), o Mashyah... ". Criados em YAHWSHWAH (IARRUSHUÁ), o Mashyah!!! E as Escrituras mostram nossa nova criação de forma mais bela ainda a cada verso, como: "... e estando nós mortos em nossos delitos, nos deu vida juntamente com YAHWSHWAH (IARRUSHUÁ), o Mashyah, ... e juntamente com Ele nos ressuscitou, e nos fez assentar nos lugares celestiais em YAHWSHWAH (IARRUSHUÁ), o Mashyah". É recomendável a leitura de Yahonam e Efésios.

Quando cremos, isso é o que se passa conosco: Somos criados em YAHWSHWAH (IARRUSHUÁ). Recebemos vida juntamente com YAHWSHWAH (IARRUSHUÁ).
Ressuscitamos quando YAHWSHWAH (IARRUSHUÁ) ressuscitou. Estamos assentados em lugares celestiais em YAHWSHWAH (IARRUSHUÁ). E isso resulta das próprias Palavras de YAHWSHWAH (IARRUSHUÁ) quando disse: "E eu, quando for levantado da Terra, atrairei todos a mim mesmo". Ali, no momento de sua morte, Ele estava agora dando início a uma nova raça, a saber: a raça dos renascidos em YAHWSHWAH (IARRUSHUÁ). Por estarmos "em adam" percorremos nele o caminho de pecado e condenação que ele percorreu. Por estarmos agora "em YAHWSHWAH (IARRUSHUÁ)" percorremos o caminho de morte que Ele percorreu (morte do velho homem), de ressurreição que Ele percorreu (nascimento da nova criatura), subida aos céus que Ele percorreu (nos assentou com Ele em lugares celestiais) e esplendor que recebeu (nos exaltou).

"Pois assim como, por uma só ofensa veio o juízo sobre todos os homens para condenação, assim também, por um só ato de justiça, veio khen (favor imerecido) sobre todos os homens para a justificação que dá vida. Porque, como, pela desobediência de um só homem, muitos se tornaram pecadores, assim também, por meio da obediência de um só, muitos se tornarão justos". - Romanos 5:18-19.

Percebemos algo muito maravilhoso no texto acima. Ele nos mostra claramente que nossa situação espiritual depende primordialmente de "em quem estamos", uma vez que por causa de "adam" fomos todos condenados, e por causa de YAHWSHWAH (IARRUSHUÁ) fomos feitos justos, nós os que cremos. Nossa situação espiritual depende primordialmente de dois homens: "adam" para a condenação e YAHWSHWAH (IARRUSHUÁ) para a justificação. Só depende de "em qual destes homens" nós estamos. "Adam", o primeiro "adam", ou YAHWSHWAH (IARRUSHUÁ) o último "adam". "Adam" o primeiro homem ou YAHWSHWAH (IARRUSHUÁ) o segundo homem.

É magnífico notar que as Escrituras tratam YAHWSHWAH (IARRUSHUÁ) como o "segundo homem", desconsiderando todos os que foram nascidos da descendência de "adam" na contagem, uma vez que todos estão espiritualmente contados como um só, por todos estarem em "adam". É igualmente magnífico que as Escrituras nos apresentem YAHWSHWAH (IARRUSHUÁ) como o último "adam", ou seja, o último da raça "adam", raça esta que morreu toda com Ele no madeiro em seu sacrifício. YAHWSHWAH (IARRUSHUÁ), como representante de toda a raça humana diante de YAHWH UL (IARRÚ UL), fez que toda a raça "adam" morresse com Ele no madeiro. Lembre-se: "E eu, quando for levantado da terra, atrairei todos a mim mesmo". Cabe a nós apenas escolher "em quem" decidimos estar. No natural estamos em "adam", e condenados como "adam". Pela fé passamos a estar "em YAHWSHWAH (IARRUSHUÁ)", justificados, santificados, e exaltados, como YAHWSHWAH (IARRUSHUÁ).

Por isso é de grande importância compreendermos o que significa "estar em alguém", pois "em quem" estamos é fundamental para nossa realidade espiritual. Foi saindo da raça "adam" e passando para a raça YAHWSHWAH (IARRUSHUÁ) que se cumpriu em nós a Escritura que diz: "Ele nos transportou das trevas para o Reino do Filho do seu amor".

Certamente houve um dia em que passamos a nos manifestar, que foi quando nossas mães nos trouxeram à luz, em casa ou em maternidades. A partir dali cada um de nós podia ser visto e ouvido, e por toda a vida nós nos manifestamos por meio de nossos atos e palavras. Contudo, mesmo sem podermos nos manifestar, já estávamos presentes em "adam" quando este foi criado. Humanamente falando, nós estávamos em nossos pais, que estavam em nossos avós, que estavam em nossos bisavós, e assim por diante até o primeiro homem, "adam". Esta é a cadeia natural de descendência de toda a raça humana, segundo a carne.

As Escrituras nos relatam que toda a nação de Yahshorul (corrompido como Israel) estava em Abraham (corrompido como Abraão), pois são todos descendentes dele. Nas Escrituras percebemos que os Yahwdhym (judeus) se referem a si mesmos como "filhos de Abraham" (corrompido como Abraão). Até mesmo YAHWSHWAH (IARRUSHUÁ) os repreendeu por se jactarem de serem "filhos de Abraham". O fato é que toda a nação de Yahshorul estava em Abraham, certamente, pois todos descendem dele.

YAHWSHWAH (IARRUSHUÁ) sempre esteve em YAHWH UL (IARRÚ UL)

Podemos agora entender, que YAHWSHWAH (IARRUSHUÁ) sempre esteve em YAHWH UL (IARRÚ UL) mesmo antes de se manifestar pela primeira vez. Ele sempre esteve no Pai, e portanto, é Eterno como o Pai é Eterno. YAHWSHWAH (IARRUSHUÁ) é apresentado, sim, como o Filho Unigênito de YAHWH UL (IARRÚ UL), mas Ele sempre esteve "no Pai", "em YAHWH (IARRÚ)" desde toda a Eternidade.

E tu, Beit-Lekhem Efratah, pequena demais para figurar como grupo de milhares de Yahwdah, de ti me sairá o que há de reinar em Yahshorul, e cujas origens são desde os tempos antigos, desde os dias da Eternidade.

"E tu, Beit-Lekhem Efratah, pequena demais para figurar como grupo de milhares de Yahwdah (Judá), de ti me sairá o que há de reinar em Yahshorul, e cujas origens são desde os tempos antigos, desde os dias da Eternidade". - Mikhayahw (corrompido como Miquéias) 5:2. Esse texto se refere claramente ao Mashyah, sendo confirmado por Matatyahw (corrompido como Mateus). Nele, YAHWSHWAH (IARRUSHUÁ) é apresentado como o Rei vindouro, e, o mais importante para o que aqui estudamos, nEle percebemos que suas origens são "desde os dias da Eternidade".


Porque um menino nasceu para nós, um filho nos foi dado; o governo está sobre os Seus ombros; e Ele será chamado Maravilhoso Conselheiro, ULOHYM Valente (Forte), Pai da Eternidade, Principe da Paz.
Yeshayahw (corrompido como Isaías) 9:6 se refere ao Mashyah como "Pai da Eternidade". Ora, quem é Pai é ainda anterior à Eternidade. A expressão "Pai da Eternidade" nos leva a um entendimento de que Ele próprio é que deu origem à Eternidade, sendo a própria Eternidade posterior a Ele. Todas as coisas foram feitas por meio dEle, e sem Ele nada do que foi feito se fez, inclusive a própria Eternidade.

YAHWSHWAH (IARRUSHUÁ) é apresentado como o "Devar-YAHWH" (Palavra de YARRÚ), aquele por quem todas as coisas foram criadas, e que é anterior a todas as coisas, uma vez que "sem Ele nada do que foi feito se fez". YAHWH UL (IARRÚ UL) não criou absolutamente nada sem que o fizesse por meio de seu Filho Unigênito YAHWSHWAH (IARRUSHUÁ) O VERBO Ser na Eternidade.
TRANSCRITO POR: Carlos Lacerda Franco junior